3.7.14

Penny Dreadful - Primeira Temporada

(2014, de John Logan)




Penny Dreadful eram publicações baratas de terror vendidas na Inglaterra do século 19. As pulp fictions de terror inglês custavam 1 penny, daí o nome que inspirou a série de John Logan, roteirista de "Gladiador" e "Skyfall" – o diretor deste último, Sam Mendes, aparece aqui como produtor executivo. "Penny Dreadful", a série de 8 episódios do canal Showtime, também se passa na era vitoriana, naquela Londres escura, suja e enevoada que nos remete a tantas figuras históricas, de Jack, o Estripador, ao Homem Elefante.

16.6.14

Game of Thrones - Quarta Temporada

(2014, de David Benioff e D.B. Weiss)




Leia sobre a temporada anterior aqui.
Atenção: o texto abaixo pode conter spoilers de todas as temporadas. Leia por sua própria conta e risco.

Não foi fácil encarar essa quarta temporada de "Game of Thrones". Você pensa que depois de três anos, 30 episódios e um casamento vermelho você está preparado para o que der e vier, que nada mais será tão desgastante, mas você não sabe de nada, Jon Snow inocente. A guerra parece que acabou, os Lannisters venceram mais uma, estamos todos curtindo a ressaca da chacina, ainda ouvindo os acordes de "The Rains of Castamere" tocando lá no fundo. Mas já no primeiro episódio Arya Stark (Maisie Williams) mostra que o rancor não vai morrer tão fácil. Ainda tem muita gente pra ser morta ou vingada em Westeros. Valar Morghulis, ou todos os homens devem morrer.

9.6.14

Frozen - Uma Aventura Congelante

("Frozen", 2013, Dir.: Chris Buck e Jennifer Lee)




A Disney conhece bem o potencial de suas princesas. Nos últimos anos, andou resgatando heroínas de diversas épocas diferentes, unindo todas em um mesmo pacote numa espécie de Vingadores para garotinhas, e lançando uma infinidade de produtos com elas. O filme "Encantada" (2007) e o desenho "Enrolados" (2010) capricharam nas referências aos ícones do gênero para manter a chama acesa, mas como quem vive de passado é museu, uma hora eles teriam que investir em novas princesas. E lá das categorias de base do Império Disney veio "Frozen", baseado em "A Rainha da Neve" de Hans Christian Andersen, com nada menos do que duas novas princesas: as irmãs Anna (voz de Kristen Bell) e Elsa (voz de Idina Menzel).

6.6.14

No Limite do Amanhã

("Edge of Tomorrow", 2014, Dir.: Doug Liman)




Hoje os videogames são complexos, em 360 graus e cheios de possibilidades. Mas houve um tempo, crianças, em que você tinha um roteiro linear a seguir até o chefão final. Se o jogo era muito difícil, você procurava nas poucas revistas especializadas um código para destravar o "continue" infinito e, a partir daí, decorar cada passo do personagem rumo ao seu destino. Pule ali, vire à esquerda aqui, A, B, A, B, não gaste toda sua munição com esse vilão secundário... morreu, começa de novo. Tentativa e erro até seu cérebro e suas mãos estarem tão treinados que seus movimentos se tornavam automáticos.

30.5.14

Um Drink no Inferno: A Série - Primeira Temporada

("From Dusk Till Dawn - The Series", 2014, de Robert Rodriguez)




Relembre o filme "Um Drink no Inferno" aqui.

Remake de filme em formato de série é interessante para quem curte desbravar novas possibilidades, conhecer o passado e as motivações de cada personagem, esticar cada subtrama até o seu limite pra criar um universo mais complexo, mais rico, mais mitológico. Porém, se um filme é bom por si só, convenhamos, ele não precisa de nada disso. O que precisava ser dito já foi dito em 2h, vamos dedicar nosso precioso tempo a outras histórias porque a vida é muito curta. O filme "Um Drink no Inferno" não é exatamente um clássico perfeito do cinema, mas tem lá seu valor. Agora ainda mais. Porque a série criada pelo mesmo Robert Rodriguez que dirigiu o original tem como único propósito nos lembrar de como o filme era muito, muito melhor.

23.5.14

X-Men - Dias de um Futuro Esquecido

("X-Men: Days of Future Past", 2014, Dir.: Bryan Singer)




Viagem no tempo é sempre uma boa desculpa para se criar realidades alternativas e apagar eventuais falhas na história - seja ela a história do mundo ou a história de um filme ruim. O recurso requer regras bem estabelecidas para que a tal suspensão de descrença funcione. "Dias de um Futuro Esquecido" apresenta um futuro distópico onde os Sentinelas transformaram a Terra em um grande campo de concentração. Wolverine (Hugh Jackman) vai usar os poderes de Kitty (Ellen Page) para voltar no tempo, alterar os rumos da história e evitar que os robôs exterminadores sejam criados. As regras são claras: o que volta no tempo não é o corpo do herói, mas sim a sua mente, ocupando o corpo dele mesmo em 1973. O que Logan aprontar por lá só vai fazer efeito no futuro quando ele acordar desta espécie de transe.

18.5.14

Godzilla

(2014, Dir.: Gareth Edwards)




O kaiju mais famoso do mundo está de volta 16 anos depois de sua última aparição no cinema, quando Roland Emmerich quase enterrou o gênero de vez. O novo "Godzilla" chega no rastro de "Círculo de Fogo", o blockbuster que resgatou o prazer de se ver monstros gigantes destruindo cidades e esmagando pessoas. E não vamos nos esquecer de "Cloverfield", que deu novo fôlego para o tema em 2008.

5.5.14

Hannibal - Primeira Temporada

(2013, de Bryan Fuller)




Apesar de ficar famoso na histórica interpretação de Anthony Hopkins em "O Silêncio dos Inocentes" (1991), o Dr. Hannibal Lecter estreou de verdade no livro "Dragão Vermelho", lançado por Thomas Harris em 1981. Essa história virou filme em 1986, dirigido por Michael Mann, batizado em "Caçador de Assassinos" e focado no agente do FBI Will Graham, ali interpretado por William Petersen. Hannibal (Brian Cox) era um mero coadjuvante.

4.5.14

Ender's Game - O Jogo do Exterminador

("Ender's Game", 2013, Dir.: Gavin Hood)




Em algum momento do futuro, a Terra foi atacada por uma raça alienígena, os Formics, e a humanidade quase foi exterminada. Um soldado superior foi o responsável por espantar os ETs e salvar o planeta. Desde então, os militares treinam crianças em jogos de guerra bem avançados com o objetivo de encontrar um novo soldado especial, diferenciado, o "escolhido" que irá nos salvar no próximo ataque.

Rush - No Limite da Emoção

("Rush", 2013, Dir.: Ron Howard)




20 anos que o Senna morreu e ainda não fizeram um filme sobre ele. Parece que a família não deixa, o que nos leva ao debate sobre a proibição das biografias não-autorizadas. Seja qual for sua opinião a respeito, em uma coisa todos têm que concordar: estamos perdendo grandes filmes com isso. "Rush", sobre a rivalidade histórica entre o piloto inglês James Hunt e o austríaco Nicki Lauda, está aí para provar que a Fórmula 1 deveria ter mais histórias épicas transformadas em filmes.